Em destaque

Bandidos colocam fogo em carro de equipe de reportagem durante operação da Polícia Civil em Vitória

Um carro da equipe de reportagem da TV Vitória foi incendiado por volta de 12h15 desta segunda-feira (6), durante a cobertura de uma operação da Polícia Civil em Vitória onde buscava prender suspeitos de ataque a uma empresa que fornece marmitas a presídios da Grande Vitória. Segundo a repórter da emissora, Talita Carvalho, a equipe parou o veículo perto da Divisão Patrimonial da Polícia Civil, na Avenida Marechal Campos, em Vitória, para apurar a prisão dos suspeitos. Nesse momento, quando estavam a caminho da Patrimonial, a equipe da TV Vitória soube que o carro estava pegando fogo.

Ainda de acordo com a repórter, testemunhas disseram que foram três rapazes que colocaram explosivos embaixo do carro da emissora. “Fiquei sem reação. É um pouco revoltante, perdemos documentos pessoais, equipamentos. Tudo foi embora. Enfim, é realmente revoltante que isso aconteça com a imprensa. Estamos fazendo o nosso trabalho, valorizando o trabalho das polícias, ao lado de uma delegacia, cheia de policiais, viaturas entrando a todo momento”, relatou a jornalista Talita Carvalho.

O Corpo de Bombeiros, a Guarda Municipal e a Polícia Militar estiveram no local. O tráfego no acesso ao bairro Bonfim, na Avenida Marechal Campos, foi interditado. O fogo foi controlado pouco depois, mas o veículo ficou destruído.

Em nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) lamentou o ocorrido com o veículo da imprensa, e considerou o ato um atentado contra a democracia. O órgão ainda se solidarizou com os jornalistas que passaram por essa situação. A SESP ressalta que o incidente já está sendo investigado e a Polícia Civil já trabalha, ainda dentro da operação, para identificar esses criminosos.

 A Secretaria destaca que o fato aconteceu justamente por conta da forte atuação policial contra a criminalidade durante a manhã desta segunda-feira (6), visto que uma operação das polícias Civil e Militar estava em andamento naquele momento, na região do Bairro da Penha, e os profissionais realizavam a cobertura na área de conflito.

“Os bandidos, de maneira covarde e aproveitando que os policiais estavam, em sua maioria, na parte de dentro da comunidade, incendiaram o veículo com o objetivo de tirar o foco da operação e a atenção da polícia. A SESP reitera o total repúdio à ação criminosa contra a imprensa e vai continuar trabalhando, realizando mais operações, com o objetivo colocar todos atrás das grades”, informou a secretaria em nota.

Categorias
Em destaqueEstado
FACEBOOK