Economia

Consumidores vão pagar mais caro nas contas de água e energia após reajuste de tarifas

As contas de água e energia vão ficar mais cara a partir desse mês, o motivo foi o reajuste das tarifas pelas concessionárias; na região Noroeste, os 110 mil clientes dos 11 municípios atendidos pela Empresa Luz e Força Santa Maria  vão pagar 14,10% a mais em cima do consumo. O reajuste da energia foi impresso nas faturas desse mês e está homologado pela Roslução 2435/2018 da ANEEL.

Empresa Luz e Força Santa Maria

Em nota a Santa Maria explicou que a tarifa reajustada é dividida em duas partes, a primeira cobre a compra de energia, o transporte e os encargos do setor. A segunda parte cobre serviços e materiais que mantém o abastecimento de energia de qualidade para aos consumidores.

Informou ainda que o reajuste de 14,10% na tarifa, definido e avaliado pela ANEEL, é para cobrir a compra de energia, transporte e encargos, que são totalmente repassados e não ficam com a empresa. A parte que cabe a empresa, para cobrir seus custos, foi reajustada em -0,01%. Além disso, na tarifa estão os impostos e contribuições que Governos Federal, Estadual e Municipal cobram na conta de luz, o PIS/COFINS, o ICMS e a Contribuição de Iluminação Pública, respectivamente.

Cesan

O reajuste na conta de água e esgoto foi um pouco menor, a Cesan reajustou o consumo nas faturas em 3,89%, autorizados pela Agência Reguladora de Serviços Públicos (ARSP) e SEDURB;  o novo valor da tarifa mínima de consumo será de R$ 3,22 para cada metro cúbico de água. Com o reajuste será de 3,89%, as contas terão  um aumento de 0,12.

O diretor da ARSP, Antônio Júlio Castiglioni Neto, explicou que esse reajuste está abaixo da inflação geral anual para o mesmo período, “ou seja, abaixo daquele que seria esperado”, explicou. A inflação medida para esse mesmo período, conforme Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), é de 4,39%.

Categorias
EconomiaNotícias
FACEBOOK