Geral

Delegado e dois soldados da PM são detidos em casa usada como depósito de drogas em Vila Velha



PUBLICIDADE



Um delegado da Polícia Civil, identificado por David Santana Gomes e dois soldados da PM que não tiveram os nomes divulgados foram flagrados na noite dessa quarta-feira (27), em uma casa na região de Morada do Sol em Vila Velha. Os policiais não usavam fardas e estavam em uma viatura descaracterizada da PC, eles foram surpreendidos dentro da casa com uma sacola de lixo cheia de drogas, ao todo foram contabilizado 14 tabletes, 4 pedaços  de maconha e 4 bolas pequenas de haxixe.

O delegado e os dois soldados foram detidos depois que moradores avisaram o proprietário da residência que o local estava sendo arrombado, na região de Morada do Sol, em Vila Velha. Um policial civil, morador do bairro, foi ao local prestar auxílio e encontrou o portão entreaberto, com sinais de arrombamento. Quando entrou, encontrou o trio com uma sacola de lixo, onde havia tabletes de maconha.

Com a chegada da PM ao local os policiais foram detidos e levados para a delegacia regional de Vila Velha e depois de prestarem depoimento foram liberados, o delegado disse que se tratava de uma operação de busca e apreensão e que o “lado dele é o da verdade”, sobre os acontecimentos ele disse que tudo se tratou de uma ação rotineira de investigação, na qual, após diligências, apurou que a casa em questão era usada como depósito de drogas.



Em depoimento o delegado que atua na delegacia de Piúma disse que solicitou apoio de colegas policiais civis, mas que por estarem ocupados, não puderam atender. Para não perder a apreensão, o delegado disse que solicitou ajuda dos militares que residem em Vila Velha e que após entrarem na casa, foram interrompidos com a chegada de uma viatura, David disse que se identificou como policial e que se tratava de uma operação. Segundo ele um capitão da aposentado chegou no local e  informou que a casa era de seu irmão. A casa havia sido alugada há poucos dias por meio de um site de anúncios.

O caso agora será investigado pelas corregedorias da Polícia Militar e da Polícia Civil, que devem apurar se realmente existia uma operação em andamento e porque o delegado que é de Piúma estava no local que não é de sua jurisdição e sem a companhia de policiais civis de sua delegacia.

A corregedoria da PM vai apurar porquê os dois militares que  estão afastados do trabalho por problemas de saúde estavam no local. A polícia também vai apurar quem teria alugado a casa.

O delegado comentou em sua rede social “Uma ocorrência que deveria resultar em elogios e vibrações por parte da sociedade se transforme nisso”, e finalizou dizendo que é titular de uma unidade policial e por isso ele comanda as operações. (Com informações de Rafaela Freitas| TV Vitória e Foto: Gazeta Online)


Categorias
GeralNotíciasPolicial
PUBLICIDADE
------- PUBLICIDADE -------

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Close Bitnami banner
Bitnami