Notícias

Diabetes é um dos problemas mais recorrentes de saúde pública

O diabetes é uma condição clínica em que o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, hormônio que controla a entrada de glicose nas células, ou quando, apesar da produção normal, esta substância não age adequadamente, ocasionando o acúmulo de glicose no sangue e, consequentemente, hiperglicemia. Em longo prazo, o quadro pode danificar órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Um dos mais recorrentes problemas de saúde pública do mundo, o diabetes pode ser prevenido ou controlado por meio da adoção de um estilo de vida saudável, que inclua a prática regular de atividades físicas, alimentação equilibrada, controle do peso e abandono de hábitos nocivos, como tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Além disso, é muito importante que o paciente esteja em dia com os exames de rotina e utilize diariamente os medicamentos, quando receitados pelo médico.

De acordo com a International Diabetes Federation (IDF), um em cada 11 adultos no planeta é diabético, o que totaliza 425 milhões de indivíduos. No Brasil, a doença afeta cerca de 13 milhões de pessoas, o que corresponde a 8,9% da população, segundo dados do Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Diabetes. Além disso, calcula-se que mais de 88 mil crianças e adolescentes brasileiros tenham diabetes tipo 1.

As principais complicações para o organismo são alterações cardiovasculares, doença renal crônica, amputação dos membros inferiores e cegueira, causada por problemas na retina. “Quando não diagnosticado ou tratado incorretamente, o diabetes pode evoluir para quadros graves e irreversíveis, como a amputação de membros. Com uma gestão adequada da saúde, é possível evitar essas complicações e principalmente levar uma vida normal e saudável”, explica a diretora técnica médica, Tereza Veloso.

Muitas vezes silenciosos, os sintomas passam despercebidos e muitos casos da doença só são diagnosticados quando surgem complicações. Por esse motivo, o diagnóstico precoce e o controle adequado da doença são medidas fundamentais para a manutenção da saúde e qualidade de vida.

Os sintomas mais comuns do diabetes são a sede e urina excessivas, perda de peso repentina, cansaço constante, vista embaçada ou turvação visual e infecções de pele. O diagnóstico se dá pela investigação clínica, por isso, além de perceber os sintomas, é importante que o indivíduo procure o médico que o acompanha para a realização de exames laboratoriais que confirmarão ou não a doença, e para receber orientação de como tratar e manter a saúde em dia.

A prática de atividades físicas é um dos pilares do tratamento do diabetes também, pois contribui para o controle dos níveis glicêmicos e de outras condições, como excesso de peso, hipertensão arterial, colesterol alto e risco cardiovascular. Porém, no caso de diabetes tipo 1, deve-se evitar exercícios no pico de ação da insulina, bem como evitar aplicá-la na região mais exigida durante o treino, pois há maior absorção da substância. Com o acompanhamento de uma equipe de saúde multidisciplinar, o portador do diabetes pode conquistar uma vida longeva e saudável.

Fonte| R7 Saúde

Categorias
Notícias
FACEBOOK