Em destaque

Onda de assaltos leva prefeito de Boa Esperança pedir reforço no efetivo policial

Dois postos de combustíveis, uma mercearia, um supermercado e um bar foram alvos de criminosos somente no último final de semana em Boa Esperança, do primeiro dia de janeiro até agora foram 9 ocorrências seguidas, com esse aumento número alarmante, o prefeito o prefeito Lauro Vieira encaminhou um ofício a Secretaria de Estado da Segurança Pública pedindo a intervenção do Estado para reforçar o efetivo policial no município de 16 mil habitantes, segundo o prefeito o número de policiais não é suficiente para garantir a segurança dos moradores.

Na noite de sexta-feira (4), dois frentistas de um posto de combustível foram rendidos por dois indivíduos, que chegaram ao local em uma moto, e armados anunciaram o assalto. Após o crime, os bandidos fugiram levando uma quantia em dinheiro não informada que estava com os frentistas. A Polícia fez buscas pela cidade, mas os acusados não foram localizados. De acordo com as informações das vítimas no momento do assalto em um outro posto de combustível  a cidade estava sem efetivo policial, pois a única viatura que  de serviço estava em deslocamento para São Mateus conduzindo um flagrante.

Já na madrugada de sábado (5) , um bar foi assaltado por dois homens em motocicleta de cor preta. Segundo a polícia, as vítimas relataram que estavam no estabelecimento comercial, quando os criminosos chegaram ao local e de posse de uma arma de fogo, anunciaram o assalto, chegando a agredir as vítimas com coronhadas na cabeça. Do estabelecimento, foi roubada uma quantia de aproximadamente R$ 300. Uma das vítimas, após o crime, teve uma crise nervosa e chegou a desmaiar.

Uma mercearia e lanchonete no bairro Vila Fernandes também foram alvos. De acordo com a polícia, dois indivíduos em uma motocicleta de cor preta, chegaram ao local e em posse de uma arma de fogo, anunciaram o assalto. Após o crime, eles fugiram do local, levando do estabelecimento um celular e uma quantia de R$ 600, além de um cheque de cliente no valor de R$ 1.514,00.

Em outubro do ano passado, uma Lotérica foi assaltada, clientes ficaram na mira de uma arma, toda a ação foi registrada pelas câmeras de segurança; após o assalto os criminosos fugiram, um deles foi preso pela PM, a moto usada por eles tinha restrição de roubo.

“A cidade tem apenas 16 policiais militares mas, por conta de férias, deslocados para a Operação Verão e folgas, apenas três ficam na escala, sendo dois na viatura e um para atender as ligações. O problema também envolve a Polícia Civil no município. Viera afirma que a delegacia conta com um número reduzido de policiais e não tem escrivão para ficar responsável pelos inquéritos”, explica o prefeito.

No ofício, o prefeito pediu a sensibilidade  do Governo do Estado e das autoridades para adotar as providências necessárias  para o aumento do efetivo das polícias civil e militar. O prefeito também encaminhou o documento ao comandante geral da PM, ao comando do 2º Batalhão e ao comandante da Polícia Militar em Boa Esperança, além do chefe da Polícia Civil do Espírito Santo.

Em nota as assessorias da Polícia Militar e da Polícia Civil não comentaram sobre o assunto, e informaram que a demanda será passa a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). A Sesp por sua vez ainda não se pronunciou sobre o caso.

 

Categorias
Em destaqueNotíciasRegional
FACEBOOK