Em destaque

Suplente de deputado é preso na porta de motel e acusado de estuprar jovem de 17 anos

Luiz Durão negou que tenha praticado o estupro e disse que teria sentido um desconforto intestinal e parou no local (motel) para fazer as necessidades.

O suplente de deputado estadual e ex-prefeito de Linhares, Luiz Durão (PDT), de 71 anos, foi detido pela Polícia Militar na tarde dessa sexta-feira (04), quando saia de um motel na Serra. Segundo a polícia Civil após receberem uma denúncia anônima, policiais montaram uma “campana” na frente do motel. O político foi flagrado saindo do local com uma adolescente de 17 anos. Durão foi conduzido à Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Vitória, onde prestou esclarecimentos sobre o caso.

O depoimento durou cerca de 5 horas, já era por volta das 19h30, quando Luiz Durão deixou a delegacia sem algemas e em uma viatura descaracterizada seguiu para o Quartel Geral da Polícia Militar onde vai ficar detido a disposição da justiça. O suplente de deputado falou rapidamente com jornalistas e se limitou a dizer que o caso era um grande mal entendido. “Eu vou falar depois, em um outro momento. Não é nada disso que vocês estão pensando, nem o que estão falando”, afirmou.

A adolescente de 17 anos, suposta vítima foi encaminhada para o Departamento Médico Legal  para realizar exame de corpo de delito. Ela saiu do local em silêncio e não quis falar com a imprensa. Em seu depoimento á polícia ela afirmou que pegou uma carona com o deputado de Linhares para Vitória e que durante a viagem o acusado teria passado a mão em sua perna, em seguida ele então entrou no motel e que, por medo da reação dele, praticou sexo com o parlamentar contra a própria vontade, ela disse que ao entrar no motel enviou uma mensagem com sua localização para uma amiga e pediu ajuda; a amiga acionou a polícia e foi para a frente do motel onde o político foi flagrado deixou o local junto com a adolescente.

Em depoimento, Luiz Durão negou que tenha praticado estupro e disse que teria sentido um desconforto intestinal e perguntou a ela se haveria algum inconveniente em parar no local (motel) para que fizesse as necessidades. Ao sair da suíte que alugou com esse objetivo, o suplente de deputado se deparou com o pai da jovem, uma amiga e um policial civil.

O delegado Lorenzo Pazolini, responsável pelo inquérito informou que não passaria mais informações sobre a ocorrência. Além disso,cerca de duas horas depois a Polícia Civil divulgou uma nota sobre o caso, dizendo apenas que “O deputado Luiz Durão (no banco de trás da viatura), foi autuado por estupro e encaminhado ao Quartel de Comando Geral da Polícia Militar, onde ficará à disposição da Justiça”. A assessoria de Luiz Durão informou que o suplente de deputado deve passar por audiência de custódia neste sábado e só depois disso vai se pronunciar sobre o assunto.

Categorias
Em destaqueNotícias
FACEBOOK