7 vereadores de Nova Venécia votam contra a criação do 13º salário e férias aos parlamentares

Por 5 votos a favor e 7 contra a aprovação, o Projeto de Lei 36/2017, que estabelecia o pagamento de 13º e férias para os vereadores da Câmara de Nova Venécia foi rejeitado durante a sessão realizada na terça-feira (18). Votaram contra os vereadores: Luciano Márcio (PSB), Dejanir Dias (PSB), Gleyciaria Bergamim (DEM), Biel da Farmácia (PV), Zequinha Brasileiro (PV), Cláudio do Granito (PTB), Cabo Tikeira (PV).

Já os vereadores Juarez Oliosi (PSB), Zé Luis do Cricaré (Avante), Cimar do Altoé (PHS), Evaristo Miguel (PTB) e Mir de Guararema (PDT) votaram a favor da concessão de 13º salário e férias.  O presidente da Câmara, vereado Antônio Emilio, não votou pois de acordo com o regimento, o presidente só vota em caso de desempate, mas se mostrou contra o projeto.“Sou contra o 13º salário para os vereadores porque os agentes políticos não precisam ser tratados com os mesmos direitos inerentes aos trabalhadores. Os parlamentares possuem garantias suficientes para exercerem seus mandatos. Inclusive, no caso do vereador, é possível acumular outras funções no setor público ou privado”, afirma Antonio Emílio.

Facebook Pagelike Widget
------- PUBLICIDADE -------





NOTÍCIAS RELACIONADAS