Notícias

Audiência Pública promovida pela Câmara de São Gabriel da Palha recebe sugestões para melhorar a segurança no município

A Câmara Municipal de São Gabriel da Palha realizou na última sexta-feira (30), a sua primeira audiência pública para debater sobre a segurança pública no município, a audiência foi idealizada pelo vereador José Roque de Oliveira após a morte do menino Vitor Alvarenga Sperandio, de 13 anos, morto supostamente por engano á tiros no bairro Cachoeira da Onça. A população acompanhou a audiência ao vivo pela internet. Entre os principais problemas que norteiam a segurança pública em São Gabriel da Palha e foram citados está a falta de efetivo policial tanto na Polícia Civil quanto na Polícia Militar, o aumento de homicídios e roubos, fato que tem gerado uma insegurança na população, mesmo assim é notório e divulgado pela imprensa as constantes operações contra o tráfico e prisões de traficantes.

Recentemente a Polícia Civil e o Serviço de Inteligência da PM descobriram que o tráfico de drogas e pelo menos seis homicídios investigados pela polícia foram ordenados por um traficante de dentro de um presídio na Bahia, o traficante que é de São Gabriel da Palha, foi preso no estado baiano tinha acesso a celular com internet dentro da cela, e de lá dava as ordens. A pedido da Polícia Civil e do Ministério Público a justiça determinou a transferência dele e outros dois traficantes para o sistema penitenciário do Espírito Santo.

A audiência pública foi  presidida pelo vereador Dayson Marcelo Barbosa que falou sobre ações que podem ser adotadas pela polícia para combater o tráfico de drogas, homicídios, furtos e roubos, aumentando as abordagens e mais presença policial em bairros onde os índices são maiores. Participaram ainda todos os vereadores do município, o juiz da 1ª Vara Cível, Paulo Moisés de Souza Gagno, o Promotor de Justiça do Ministério Público, Carlos Eduardo Rocha Barbosa, o deputado federal Josias Da Vitória, a deputada estadual Raquel Lessa, o prefeito Tiago Rocha, o delegado de São Gabriel da Palha Rafael Caliman, o delegado superintende da região noroeste Landulpho Lintiz e Douglas Trevizani, delegado chefe da 17ª Regional.

Representando a Polícia Militar, estiveram o major Renzo Caser, sub-comandante do 2º Batalhão e o capitão Clenton de Brito, comandante da 3ªCia/2ºBPM, além de representantes da OAB-ES, Maçonarias, Royary Club e Lions Clube, comerciantes, a secretária municipal de Assistência Social Marcela Rocha, representantes de Associações de Moradores, Associação de Pastores e Associação Comunitária de Segurança Pública.



O capitão Cleiton, responsável pelo comando da Polícia Militar em São Gabriel da Palha apresentou dados em gráficos disponibilizados pela Secretaria estadual de Segurança Pública (Sesp) que mostram o aumento de homicídios e a redução de alguns crimes no município no comparativo de 2020 e 2021; o capitão reforçou a importância da sociedade no combate ao combate ao crime, fazendo de forma anônima e segura as denúncias  e também falou sobre a falta de efetivo que prejudica o trabalho, mas destacou que mesmo com poucos policiais a Polícia Militar continua presente em todos os bairros e no interior do município.

O representante da Associação Comunitária de Segurança Pública, Vinícius Faria Mattos, apresentou sugestões para que seja ampliado o sistema de câmeras de videomonitoramento  nas entradas  da cidade, em pontos estratégicos indicados pela polícia e em alguns bairros onde o tráfico de drogas é intenso, além da implantação do plantão da Polícia Civil, evitando que a Polícia Militar se desloque para Barra de São Francisco para lavrar uma prisão em flagrante, “São mais de 200 km de ida e volta, é desgastante para os nossos policiais e a nossa população não pode ficar desguarnecida nesse período, penso que pode ser estudado pelo superintendente da Polícia Civil a possibilidade de “desmembrar” São Gabriel da Palha, Vila Valério, São Domingos e Nova Venécia dos plantões de Barra de São Francisco, Colatina e São Mateus, podemos criar um plantão mais próximo, seja aqui em São Gabriel ou Nova Venécia, a distancia será de 30 minutos, ou seja, uma hora e meia a menos”, destacou Vinícius Faria.

O prefeito Tiago Rocha em sua fala disse que o município vai ampliar o sistema de videomonitoramento que é uma peça fundamental para auxiliar a polícia no combate e elucidação de crimes. “O problema da segurança pública é em todo o país, sabemos que as forças policiais estão com um contingente limitado, a Administração Municipal está constantemente buscando junto ao Governo do Estado melhorias para nossa polícia. Como disse o capitão Cleiton e o delegado Dr. Rafael Caliman, não podemos deixar que nossa cidade tenha uma escalada na criminalidade. A união da Administração Pública, Câmara Municipal, a sociedade e os órgãos de segurança são fundamentais.A Administração Pública é parceira e fará o possível para ajudar a combater a criminalidade”, afirmou o prefeito.

Em sua fala a deputada estadual Raquel Lessa afirmou que o Governo do Estado tem investido na segurança e que em São Gabriel da Palha a violência tem diminuído, “Foram apresentados dados que mostram que a violência está reduzindo em São Gabriel, graças ao trabalho que vem sendo realizado em parceria pelas forças policiais e demais Poderes e órgãos que compõem o sistema de justiça criminal. O Governo do ES está aumentando o efetivo da nossa Polícia Militar e da Civil, investindo na recomposição da frota e de equipamentos, e realizando operações e reforço no patrulhamento, além de prisões e apreensões. Esperamos que os índices de segurança melhorem cada vez mais em nossa cidade”, frisou a deputada.

Categorias
NotíciasSão Gabriel da Palha
Facebook Pagelike Widget
------- PUBLICIDADE -------