Brasil

Bancada evangélica repudia escola de samba que encenou Jesus sendo derrotado pelo Diabo em desfile de carnaval

A escola de samba paulista, Gaviões da Fiel dividiu opiniões ao apresentar na madrugada do último domingo (3), o samba-enredo “A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente”, uma reedição do carnaval de 1994. A apresentação da escola aconteceu no segundo dia do desfile das escolas de samba de São Paulo.

Na comissão de frente da escola, uma cena de luta entre Jesus Cristo e o Diabo, chamou a atenção de muitas pessoas e fez com que católicos e evangélicos se manifestassem em relação a apresentação, nas redes social milhares de pessoas foram contra a cena apresentada pela Gaviões da Fiel.

A Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados disse, em nota divulgada nesta segunda (4), manifestar “profunda indignação e repúdio ao espetáculo” apresentado na madrugada deste domingo (3) pela escola de samba ligada ao Corinthians, que fez uma releitura do samba-enredo de 1994 “A Saliva do Santo e a Serpente do Veneno”, sobre a história do tabaco.

Para o presidente da bancada religiosa, Lincoln Portela (PR), “uma apresentação pública ofensiva e desrespeitosa a todos nós, cristãos, ao vilipendiar e escarnecer o Senhor Jesus Cristo e a nossa fé, manifestações dessa natureza estimulam o desrespeito e a intolerância, caminho inverso àquele que nós, brasileiros, estamos buscando consolidar
continuadamente”, afirma a bancada evangélica

A deputada estadual Lauriete Rodrigues enviou uma nota à imprensa, repudiando a apresentação e se referiu a mesma como um “ataque ao povo religioso”. De acordo com a assessoria de imprensa da deputada, ela recebeu várias mensagens de repúdio sobre o ocorrido. “São cenas preconceituosas, afrontosas e de vilipêndio ao Sagrado para o povo cristão, que tem também meu repúdio”, a deputada  vai pedir ainda que o Ministério Público Federal (MPF) tome providências em relação ao que chamou de intolerância religiosa.

Categorias
BrasilEm destaqueNotíciasPolítica
FACEBOOK