Em destaque

Com clima tenso, Câmara de São Gabriel cria comissão para destituir vereadores investigados da mesa diretora

O clima foi de muita tensão entre os vereadores de São Gabriel da Palha durante sessão extra-ordinária nesta terça-feira (8), onde foi a criação da comissão que vai analisar a denúncia  e pedido apresentado pelo vereador Junior Pinaffo (PRP), para destituir do cargo de presidente e 1º secretário, os vereadores Tiago dos Santos e Wagner Lucas, ambos acusados de participação em esquema de recebimento de propina e afastados do mandato por decisão judicial desde março deste ano.

A abertura do processo de destituição dos vereadores da mesa diretora passou com 7 votos favoráveis e 5 contrários, o objetivo da destituição, segundo o vereador Junior Pinaffo, autor da proposta é garantir que os vereadores Tiago dos Santos e Wagner Lucas dos Santos, até então afastados caso retornem ao mandato não ocupem os cargos na mesa diretora para não atrapalhar ou interferir os trabalhos da Comissão Processante, “Com eles dois na mesa eu duvido se as coisas andam, se esses homens voltarem e sentarem ai em cima, o clima aqui dentro não será o mesmo, a minha proposta é que eles ficam afastados da função de presidente e 1º secretário até que seja concluído os trabalhos da comissão processante”, disse Pinaffo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A escolha para compor a comissão foi realizada ainda durante a sessão e foi aberta, foram sorteados os vereadores Luiz Vial, José Roque e Delizete Pinheiro; no intervalo da sessão durante reunião interna foram eleitos presidente (José Roque),  Relator (Luiz Vial) e Membro (Delizete Pinheiro).

A defesa dos vereadores entraram com pedido de habeas corpus na segunda instância do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), pedindo o retorno dos vereadores aos cargos, o HC está na pauta de votação para esta quarta-feira (9), conforme consta no site do TJES o procedimento ordinário será analisado pelo desembargador Adalto Dias Tristão. Tentamos contato com o advogado de defesa dos vereadores, mas as ligações não foram atendidas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Categorias
Em destaqueNotíciasPolítica
FACEBOOK