Notícias

Ex-agente penitenciário é preso em Colatina por suspeita de facilitar fuga de presos

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta segunda-feira (6) a Operação “O Facilitador” para investigar crimes de facilitação de fuga de presos e corrupção, relacionados à fuga de dois presos do Centro de Detenção Provisória de Colatina ocorrido em 20 de janeiro de 2018.

Durante a operação, foi cumprido o mandado de prisão preventiva de um ex-agente penitenciário, que trabalhava por contratado temporário, ele foi encaminhado a uma unidade prisional onde vai aguardar a conclusão das investigações.

De acordo com MPES as apurações começaram a partir da fuga de dois internos do CDP de Colatina, no dia 20 de janeiro de 2018. Com o início dos trabalhos, surgiram suspeitas de que o então agente facilitou uma fuga. Ele atuava por contrato temporário e foi exonerado pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) logo após esses fatos. De acordo com o processo, oagente teria retirado os dois internos de suas celas para trabalharem na área externa do CDP sem autorização da direção da unidade.

No momento em que esses presos simulavam um trabalho, foram resgatados por um veículo que parou na frente do portão da unidade, e fugiu em alta velocidade. Os dois detentos, Fabio Rocha Anesio e Wanderson Gomes ainda estão foragidos da Justiça. O agente é investigado pelo crimes de facilitação de fuga de preso e corrupção passiva.



Categorias
Notícias
Facebook Pagelike Widget
------- PUBLICIDADE -------