Geral

Homem é preso em São Gabriel da Palha após ser acusado de estuprar duas cunhadas e uma sobrinha

A Polícia Civil efetuou na tarde dessa sexta-feira (8), a prisão de um homem de 43 anos em São Gabriel da Palha, ele é acusado do crime de estupro e as vítimas são cunhadas e uma sobrinha do acusado. De acordo uma das vítimas ela era estuprada ao longo dos últimos 26 anos, segundo ela os estupros começaram quando ainda tinha 9 anos de idade.

Após a denuncia, outras duas mulheres da mesma família procuraram a delegacia e também denunciaram o acusado. Segundo o relatos das mulheres elas são irmãs da esposa do acusado, e eram obrigadas a ter relação sexual com ele pois  eram ameaçadas. O primeiro estupro cometido pelo acusado foi com a sobrinha, que segundo seu depoimento, ocorreu quando ela tinha 9 anos. “Ela relatou que foi molestada dos nove aos onze anos, e com medo nunca falou sobre isso com ninguém”, detalhou o delegado.

“Uma das mulheres contou uma experiência semelhante, afirmando que foi violentada pelo cunhado em 2005. Os depoimentos das duas mulheres vieram à tona quando elas descobriram que a sobrinha também foi molestada e procurou a polícia”, narrou o delegado.



Após os  relatos das vítimas o delegado Rafael Caliman solicitou a prisão temporária do acusado, que foi deferida pelo Poder Judiciário. O acusado foi preso por policiais civis quando estava em casa no bairro Vila Comboni e não ofereceu resistência. Durante as buscas os policiais apreenderam o aparelho celular do acusado. Em depoimento, ele negou os fatos narrados pelas cunhadas e pela sobrinha. “A investigação começou no último dia 28 de setembro, quando as vítimas quebraram um ciclo de silêncio e sofrimento e decidiram relatar os abusos à Polícia Civil. Iniciamos as diligências que culminaram na expedição desse mandado de prisão temporária, disse o delegado Rafael Caliman.

A Polícia Civil não divulgou a identidade do acusado, informou que ele foi encaminhado ao sistema prisional e o inquérito segue em andamento, outras testemunhas e familiares das vítimas devem ser intimadas a prestar depoimento.

Categorias
GeralNotíciasPolicial