Brasil

Laudo mostra que Lázaro foi morto com 39 tiros de pistolas e fuzil

O laudo preliminar feito pelo Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia mostra que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, foi atingido por 39 disparos de pistolas da marca Sig Sauer calibre 9mm e Taurus. Um dos militares goianos envolvidos na ocorrência portava um fuzil Bushmaster.

Na tarde dessa segunda-feira (28), a Secretaria de Saúde de Águas Lindas havia falado em 38 tiros no corpo do maníaco, de um total de 125 disparados. Cercado por cinco integrantes da Polícia Militar de Goiás, o psicopata resistiu e chegou a descarregar duas armas contra a guarnição, que revidou.

O confronto ocorreu em uma mata nas imediações da casa da ex-mulher e ex-sogra, em Águas Lindas, no entorno do DF. Lázaro chegou a ser levado dentro de uma viatura do Corpo de Bombeiros ao hospital, mas não resistiu. A caçada durou 20 dias e, com o desfecho, policiais e moradores comemoraram, inclusive com foguetes.



O fim da caçada a Lázaro trouxe maior sensação de segurança a vítimas do criminoso. Abusada sexualmente por ele em 2009, uma moradora de Ceilândia, de 31 anos, hoje diz que “o dano não foi reparado, mas é como se tirasse um peso das costas. Eu esperava que ele fosse preso para pagar pelos crimes que cometeu. Não queria esse desfecho (morte). Mas, agora, ele não vai fazer mal a ninguém”, disse a mulher, que pediu para não ser identificada.

Aos 19 anos, a vendedora foi violentada por Lázaro e pelo irmão dele, Deusdete, morto há cinco anos. Na época eles agiram de forma semelhante ao atual modus operandi do maníaco. Os irmãos invadiram uma casa no Sol Nascente e fizeram a família refém. A mulher visitava primos e tios. Todos foram despidos e trancados no banheiro. Os dois criminosos estavam com espingarda e facas. (fonte: Metroploes)

Categorias
BrasilNotíciasPolicial