Estado

ONG de Guriri recebe doação de empresa para construir abrigo de animais que vivem nas ruas

A ONG  Vipa “Voluntários Independentes pelo Amigo”, iniciou a construção de sua sede em Guriri, desde então temrecebido doações de empresas do município para a construção do espaço que vai abrir os animais. A ONG cuida de animais abandonados nas rua, feridos, atropelados e nas muitas vezes doente, e  não recebe auxílio de órgãos públicos, atualmente abriga 180 gatos e 30 cães na instalação provisória e em lares temporários.

Desde o seu surgimento, além de localizar donos de animais perdidos e denunciar posse irresponsável, a ONG já tratou mais de 700 animais. Seu trabalho também inclui a defesa da castração de cães e gatos, que evita a procriação indiscriminada e o abandono.

A presidente da ONG, Conceição Felizardo disse que a ajuda para manter os trabalhos vem de voluntários e ficou muito feliz com a doação recebida pela empresa Soma Urbanismo, que fez a doação de um 1000 blocos para construção do muro, além de 100 metros quadrados de piso intertravado, ecológico e impermeável, para o piso do abrigo. “Fico muito feliz com essa mobilização, vários segmentos se unindo para ajudar o projeto. Temos uma meta de terminar a primeira etapa da construção, as baias de acolhimento aos animais, até o fim de agosto. Mas ainda precisamos de muita coisa, brita, areia, ferro, cimento, quem puder contribuir, será de grande ajuda”. disse a presidente.

“É uma ONG de grande credibilidade e que merece todo o tipo de auxílio possível. Está bonito de ver toda essa mobilização de São Mateus, toda doação vem tendo um impacto muito significativo para a instituição” – afirma a diretora comercial da Soma Urbanismo, Danielli Simões.



Há três anos como voluntária, a assistente comercial Juliana Almeida destaca o trabalho na instituição. “É inexplicável o sentimento que temos ao salvar cada animal. Parece que eles sabem que você mudou a vida deles. É gratificante cada olhar, cada resgate e cada adoção. Os animais sofrem como nós, sentem fome, sede, frio. Por que não tornar a vida de alguns mais fácil?”, questiona Juliana.

Categorias
EstadoNotíciasRegional
Facebook Pagelike Widget
------- PUBLICIDADE -------