Brasil

Polícia Civil do MS prende acusado de matar e colocar fogo no corpo da própria mãe

Durante as investigações O SIG, da Polícia Civil ouviu um homem de 57 anos, com quem a vítima mantinha um relacionamento amoroso. No dia do crime ele foi encontrado na casa completamente embriagado, através do depoimento dele a policia chegou ao autor do crime.


PUBLICIDADE



O crime aconteceu no dia 23 de dezembro no município de Dourados (MS), a vítima Marina Cabreira, de 42 anos, foi encontrada morta com facadas no tórax e teve o corpo carbonizado dentro da casa onde morava com o filho Paulinho Cabreira, de 19 amps , ele era o principal suspeito e após ser preso pela Polícia Civil, acabou confessando a autoria do crime.

O companheiro da vítima relatou que ele, ela e o filho dela identificado como ‘Paulinho’ consumiam bebidas alcoólicas quando ocorreu o crime. O depoimento de Paulinho já havia sido realizado no dia 24, ocasião em que ele acusou Jorge, o convivente da sua mãe, como o autor do crime.



Em depoimento, Jorge disse que ele, Marina e Paulinho consumiam bebidas alcoólicas dormiu, tendo acordado com o cheiro de fumaça e encontrou o corpo da mulher em chamas, segundo ele Paulinho não estava mais no local. Após várias diligências a polícia identificou contundentes indícios de Paulinho ter matado a mãe.

De acordo com o delegado Rodolfo Dalto, após ser e interrogado na delegacia, Paulinho confessou que a sua mãe, e detalhou que cometeu o homicídio pelo fato da mãe se negar a dar R$ 10 para comprar cachaça, embriagada, dormiu no chão da sala, momento em que ele cometeu o crime.



O delegado disse que testemunhas disseram que Paulinho constantemente agredia a mãe, e inclusive há cerca de dois meses tentou estuprá-la. Paulinho foi indiciado por homicídio qualificado e destruição de cadáver. Em razão de não mais se encontrar em situação de flagrante, após confessar o crime ele foi liberado. (Fonte: Portal Dourados Agora)


Categorias
BrasilGeralPolicial
FACEBOOK
PUBLICIDADE
------- PUBLICIDADE -------

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Close Bitnami banner
Bitnami