Notícias

Polícia Civil indicia 17 integrantes de uma organização criminosa comandada de dentro de presídio

As ordens de comando para assassinar os rivais eram dadas por um traficante de dentro do presídio na Bahia.

A Polícia Civil de São Gabriel da Palha concluiu as investigações de quatro homicídios registrados recentemente no município, 17 pessoas integrantes de uma organização criminosa foram indiciadas. De acordo com o delegado Rafael Caliman, o trabalho de investigação apontou que os homicídios incluindo o assassinato de Júlio Cesar Cesário, apontado como chefe do tráfico no Morro do Aimorés, foram cometidos por membros de uma quadrilha de traficantes do Estado da Bahia, que estavam “eliminando os inimigos” para  instalar o comando do tráfico da Bahia em São Gabriel da Palha.

O delegado deu detalhes á imprensa e explicou como o grupo agia, e que o modus operandi utilizado eram os mesmos.”As investigações começaram no dia 1º de março, quando Cesário foi executado no Aimorés com diversos disparos que partiram de uma pistola calibre .40 e de uma submetralhadora de fabricação caseira. Foi apurado inicialmente, que o veículo utilizado nessa execução, um Corolla branco tinha placa do Estado da Bahia e, em um curto período, foi utilizado em outros dois homicídios, um cometido em Teixeira de Freitas e outro em São Mateus, esse veículo foi  identificado pelas câmeras de monitoramento aqui em São Gabriel da Palha e foi apreendido em uma operação da PM em Minas Gerais, na ocasião os ocupantes abandonaram o veículo e fugiram”, explicou o delegado.

“Um dia após homicídio de Júlio Cesar Cesário, dois homens em uma moto efetuaram disparos no Centro de São Gabriel da Palha, contra  a pessoa de Tiago Rodrigues, mas erraram o alvo. Na sequência, no dia 3 de março, ele foi assassinado á tiros no bairro Cachoeira da Onça. No dia 15 de março, um terceiro homem foi assassinado a tiros no Aimorés. O quarto assassinato foi registrado no dia 13 de abril”, completou o delegado



As investigações revelaram que as 17 pessoas indiciados eram integrantes de uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas, nela havia participação de pessoas da Bahia e também integrantes de São Gabriel da Palha, e que as ordens de comando era dadas de dentro do presídio na Bahia. “Com a clara intenção de dominar o comércio de drogas na região, uma verdadeira batalha foi estabelecida com traficantes locais, fato que resultou em um verdadeiro banho de sangue”, contou Caliman.

“Deve-se esclarecer que grande parte das ordens de execução partia do líder da organização criminosa, de dentro de um presídio localizado em Teixeira de Freitas. Esse homem, por deter o domínio da ação dos demais integrantes, acabou indiciado por quatro homicídios, pelo crime de organização criminosa e por tráfico de drogas”, informou o delegado.

De acordo com a Polícia Civil durante o curso das investigações foram realizadas cinco operações conjuntas entre as polícias Civil e Militar que resultaram na prisão de diversas pessoas e na apreensão de drogas, armas, bem como na arrecadação e informações e aparelhos celulares que auxiliaram no desfecho dos casos. “As investigações foram concluídas e encaminhadas ao Ministério Público” , pontuou Caliman.

Categorias
NotíciasPolicial