Colatina

Prefeito de Colatina tem contas públicas rejeitadas pelo TCES que apontou irregularidades na prestação de contas



PUBLICIDADE



O conselho do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo decidiu, em sessão nesta quarta-feira (12), emitir um parecer prévio recomendando a rejeição das contas do Prefeito de Colatina Sergio Meneguelli, no exercício 2017. O parecer, assinado pelo conselheiro relator Sergio Borges, apontou irregularidades contábeis na prestação de contas encaminhada ao Tribunal. Cabe ainda recurso do prefeito ao plenário da corte.

Segundo o relatório, foram detectados duas irregularidades referentes à abertura de crédito adicional especial sem a autorização do legislativa correspondente, uma irregularidade por abertura de crédito adicional suplementar sem a existência do excesso de arrecadação correspondente.



O relator Sergio Borges explicou em seu voto que o crédito adicional especial ocorre quando não há previsão de dotação para a realização de determinada despesa, ou seja, para despesas não previstas na Lei Orçamentária, exigindo autorização da Câmara dos Vereadores por Lei Especial. A abertura de tais créditos adicionais também dependem da existência e indicação dos recursos disponíveis bem como de exposição que a justifique.

O Tribunal de Contas destacou ainda que, o processo será publicado no Diário Oficial. A partir deste ponto o prefeito terá um prazo legal para apresentar recursos contra o parecer. De acordo com a Corte, se após o recurso contra a decisão do parecer prévio do TCES for mantido, a Câmara de Colatina será notificada e caberá ao legislativo votar a prestação de contas da Prefeitura de Colatina referente ao ano de 2017. Na apreciação do legislativo, os parlamentares poderão seguir a recomendação do Tribunal de Contas pela rejeição ou derrubar a orientação, desde que seja aprovado com quórum de dois terços dos vereadores.



Além da recomendação da Câmara de Vereadores, o Tribunal de Contas também determinou que a Prefeitura de Colatina divulgue amplamente, inclusive em meios eletrônicos de acesso público, a prestação de contas relativa ao exercício financeiro em questão e respectivo parecer prévio, de acordo com a lei de responsabilidade fiscal.A Prefeitura de Colatina e a Câmara de Vereadores informaram que ainda não foram notificados.


Categorias
ColatinaNotíciasPolítica
FACEBOOK
PUBLICIDADE
------- PUBLICIDADE -------

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Close Bitnami banner
Bitnami