Em destaque

Vereador é detido por dirigir embriagado e tenta intimidar policiais, “Sou amigo do comandante e vocês serão transferidos…, não sabem com quem estão mexendo”



PUBLICIDADE



Um vereador foi detido na madrugada deste domingo (19), em Vila Valério, o vereador é Ricelio Linhares, ele é acusado de dirigir embriado e segundo os policiais, não obedeceu a ordem de parada, fugindo da viatura. De acordo com as informações obtidas, era pouco mais de meia noite, quando um veículo corolla, de cor prata passava em frente ao Destacamento da PM, e em seu interior uma mulher gritava por socorro; os policiais imediatamente seguiram o veículo e deram ordem de parada, o motorista não obedeceu e acelerou até parar no bairro Nossa Senhora da Penha, ao parar o veículo, os policiais constataram que se tratava do vereador, segundo os militares ele estava visivelmente embriagado e se negou a colocar as mãos na cabeça para a abordagem.

De acordo com os policiais e testemunhas, o vereador não aceitava a abordagem e disse que não podia ser abordado pela PM pois era vereador da cidade, os policiais insistiram mas ele não acatava as ordens, até  que foi imobilizado e algemado. O vereador foi colocado no cofre da viatura e conduzido para a delegacia de plantão e se recusou a fazer o teste do bafômetro,ele disse palavras de intimidação aos policiais.



“Sou amigo do comandante, vocês serão transferidos, pois são soldadinhos, eu sou vereador e faço  parte do Conselho de Segurança, eu que dou dinheiro para bancar seus superiores…eu sou da família De Martin e vocês verão com quem estão mexendo”, disse o vereador embriagado.

Questionada pelos policiais, a namorada do vereador disse que eles estavam discutindo, porém não disse o motivo.

O que diz o comando da PM



O comandante do 2°Batalhão tomou ciência da ocorrência e informou que apoia a atuação de seus policiais e negou qualquer influência em seu comando, e acrescentou que o acusado vai responder pelas palavras ditas citando o comando e os policiais.



O vereador prestou depoimento e autuado por dirigir embriagado, por ser reincidente o delegado não arbitrou fiança, ele foi encaminhado ao presídio e deve passar por audiência de custódia. A pena por dirigir embriagado varia de 6 meses a 3 anos, além  de multa e suspensão da carteira de motorista. Essa é a segunda vez que o vereador é detido por dirigir embriagado e desacatar policiais durante abordagem.

Tentamos contato com celular do vereador para dar o espaço  para comentar sobre o assunto, mas as ligações e mensagens não foram atendidas.


Categorias
Em destaquePolicialVila Valério
FACEBOOK
PUBLICIDADE
------- PUBLICIDADE -------

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Close Bitnami banner
Bitnami