Economia

Céia Ferreira fala sobre investimento de R$ 10 milhões em diversas áreas do município


A prefeita de São Gabriel da Palha, Céia Ferreira(SD), anunciou nessa semana durante entrevista á imprensa um pacote de investimento em diversas áreas do município, entre elas na saúde, reabertura de estradas e pavimentação asfáltica, sustentabilidade e saneamento; para custear esses investimentos a prefeita enviou á Câmara de Vereadores um Projeto de Lei que pede autorização para a concessão de crédito no valor de R$ 10 milhões junto a Caixa Econômica Federal, através do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).

De acordo com a prefeita a proposta do financiamento é captar recurso junto a Caixa para investir em projetos para o desenvolvimento econômico e estruturante do município, confira abaixo os principais projetos comentados pela prefeita durante entrevista ao repórter Harley Kalk.

------- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -------

  • Geração de energia foto voltaica (energia solar) na Escola “Irmã Adelaide Bertochi”, que custará R$ 500 mil. “Esse valor seria para fazer a instalação de placas fotovoltaicas na escola Polivalente, ou seja, nós iríamos produzir energia, com isso o setor da educação ficaria completamente coberto, ele se auto financiaria. É um projeto pensado, sonhado, e que a gente começa a querer colocar no papel, temos que pensar na cidade para o futuro e não só agora”, explicou a prefeita.
  • Abertura, drenagem e pavimentação de diversas ruas no valor de R$ 1 milhão. “Com a Prefeitura funcionando no Seminário, o projeto pretende reabrir uma estrada que já existe (que desce no Dureba, que sairia no Rogério Colombi) e com o projeto está incluído o asfalto, sabemos o quanto é difícil é conseguir pavimentação, por isso já incluímos. Nós aumentaríamos a cidade, são vários fatores de interesse do município”.
  • Troca da iluminação comum por lâmpadas de led em todo o município, no valor de R$ 4 milhões.“Hoje o município paga em média R$ 115 mil reais de iluminação pública por mês, e com a troca, a economia é de 70{0909405194d4edacecc0ef9b9907b283292922b7d3bca200a962c23a17998b44}. Esse financiamento é algo que ‘se paga’. É aí que vem a responsabilidade do município, eu jamais faria um financiamento para endividar, nós pensamos nesse financiamento porque é auto sustentável, com a economia é que nós vamos pagar o financiamento. Além disso a lâmpada de led traz segurança e qualidade de vida. A Santa Maria nos presenteou com cerca de 300 lâmpadas e nós vemos a diferença. É o que outras cidades vêm fazendo, Marilândia por exemplo já fez e financiou também”.
  • Transposição do córrego Santa Terezinha e saneamento urbano, no valor de R$ 1 milhão. “Esse valor seria para a transposição do córrego Santa Terezinha no bairro Cachoeira da Onça. Hoje, esse córrego deságua acima da captação de água da Cesan, nós íamos conduzir o córrego, passar com ele debaixo do asfalto e ia desaguar por baixo da barragem da Santa Maria e não acima”.
  • Adequação e reforma no prédio do hospital Fernando Serra, para implantação do hospital municipal, equivalente a R$ 1 milhão. “Agora que a justiça emitiu a posse do hospital Dr. Fernando Serra para o município, temos vários ajustes para fazer no prédio para atender as exigências da Vigilância Sanitária, por isso queríamos ter esse recurso para fazermos as adequações e iniciar os projetos de reforma”, disse Céia Ferreira.
  • Reforma do prédio do Seminário Comboniano, projeto de R$ 2,5 mihões. “A reforma do Seminário interessa a nós e a população, isso porque o município paga uma média de R$ 35 mil de aluguel por mês, que são as secretarias que não cabem aqui, por exemplo: Assistência Social, Conselho Tutelar, Agricultura, Serviços Urbanos, Obras, Almoxarifado, Arquivo Municipal; e como o prédio do Seminário é muito grande, daria para acomodar esses setores lá. O Governo do Estado manifestou o interesse em fazer uma escola técnica, e como o local é muito grande, nós ficaríamos com uma parte do Seminário, e eles com a outra. Nós pegaríamos o dinheiro do aluguel e guardaríamos para pagar o financiamento, é importante lembrar que não estaríamos endividando o município”, disse a prefeita.

Categorias
EconomiaEm destaque
FACEBOOK
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE