Brasil

Ronaldinho gaucho e seu irmão deixam a prisão no Paraguai e podem retornar ao Brasil

Após cinco meses na prisão o ex-jogador Ronaldinho Gaucho ganhou a liberdade e pode-retornar ao Brasil. No entanto, este processo pode custar caro ao bolso do ex-jogador e seu irmão Roberto Assis. De acordo com a Revista Época, o Ministério Público do Paraguai pede cerca de US$ 200 mil (R$ 1 milhão) por reparação ao crime.

Nesta segunda-feira (24), a Justiça do Paraguai soltou os dois ex-jogadores, os irmãos eram acusados pela utilização de passaportes falsos para entrarem no país em março. Eles foram condenados, com pena suspensa de dois anos para Assis e de um para Ronaldinho.

A soltura foi possível porque Ronaldinho e seu irmão aceitaram a proposta do Ministério Público para que fossem colocados em liberdade. Eles irão pagar uma multa de US$ 200 mil (R$ 1,12 milhão), que será descontada da fiança paga quando foram colocados em prisão domiciliar.



Em março, a Justiça havia determinado que Ronaldinho e o irmão precisavam permanecer detidos durante a investigação. O inquérito poderia durar até seis meses para ser concluído, de acordo com as leis paraguaias. Agora, porém, eles estão livres para retornarem ao Brasil.

Comentar
Categorias
BrasilEsportesGeralNotícias
------- PUBLICIDADE -------

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Close Bitnami banner
Bitnami